... É gente activa, é família unida, por uma aldeia, por uma paixão, e para toda a vida . Unida por um passado que se vive presente, e por uma tradição que tanto encanta e se sente. Neste blog se honra a história da família Valente, e de todos os que amam a sua terra-mãe: Santana de Cambas. Aqui ficam para sempre as imagens e estórias tornadas História, para que sejam revisitadas em sorrisos e lágrimas, de amor e de saudade.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Estás aqui para ser Feliz (Um Bom Natal para todos!)

No fundo é esta a mensagem que mais importa (e ainda mais porque é uma história real):





Um Santo Natal para toda a família!

Saudações,
A Geração Valente.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

'Portugal a Pé' passou por Santana de Cambas


NDA: A imagem da Nossa Senhora dos Caminhos, à entrada de Santana de Cambas. Esta terra já é um pedaço de civilização a alguns quilómetros das minas. Comi lá duas sandes de fiambre num café onde as mulheres assistiam ao programa da Fátima Lopes.

O jornalista Nuno Ferreira atravessou Portugal a pé, entre Fevereiro de 2008 e Novembro de 2010. Ao longo deste período, percorreu tudo o que havia para andar, desde bermas de estrada, percursos pedestres, leitos secos de rios, caminhos em terra batida, linhas de caminho de ferro abandonados, etc, para cumprir o objectivo deste projecto: reencontrar o país profundo, conhecendo e vivendo as tradições do Interior. A partir de dia 21 de Novembro 2011, já pode encontrar o seu relato nas livrarias, com o livro «Portugal a Pé», publicado pela Vertimag.



Saudações,
A Geração Valente

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Onde ficar (em Santana)

Certo é que em Santana há muitos Valentes e por isso há sempre um cantinho onde ficar, mas fica  a (óptima) sugestão: A Casa Conduto (Turismo Rural).


Reservas e mais detalhes : http://www.homelidays.pt/mertola/casa-de-turismo-rural-344866pt1.htm

Saudações,
A Geração Valente

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Recordando o Vitoriano


in Diário do Alentejo,
Edição nº 1530 de 22 de Agosto de 2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Quero ser livre e voar

Faz parte da banda sonora da telenovela "Deixa que te leve".
A intérprete é Natércia Martins. Uma Valente. E um Valente reconhece-se sempre pela sua voz. Bem, e aqui neste caso também pela sua beleza.



Parabéns prima pelo sucesso!
Lembramo-nos da tua presença no nosso 1º encontro de família. Já lá vão uns aninhos. Quem sabe se não nos brindas com a tua presença no próximo encontro?
Até já!

Saudações,
A Geração Valente

quinta-feira, 14 de julho de 2011

segunda-feira, 11 de julho de 2011

VII Encontro de Família: Fotos

Olá Família!
Desculpem esta demora, mas o tempo tem sido curto ultimamente.
Aqui estão finalmente as fotos que faltavam do nosso último encontro de família.




E estão quase aí as festas da nossa aldeia! Não esquecer, de 29 a 31 de Julho. Apareçam por lá!

Até já,
A Geração Valente

quinta-feira, 5 de maio de 2011

VII Encontro da Família Valente - Pedipaper

Olá de novo, grande família Valente!
Pela primeira vez no nosso encontro tivémos uma prova de pedipaper pela aldeia. A pedido de muitas famílias, e como não nos foi possível apresentar nesse dia a correcção da prova, aqui a têm para esclarecimento de algumas dúvidas.
Parabéns renovados à equipa "Os Mineiros" que venceu o pedipaper, e a todas as outras equipas pela boa disposição e desportivismo com que participaram neste grande evento.

(clique para ampliar)

E dado o sucesso, para o ano há mais!
Saudações,
A Geração Valente

terça-feira, 3 de maio de 2011

VII Encontro da Família Valente - Filme

Olá de novo!
Para os presentes, mas sobretudo para os ausentes, segue o pequeno filme sobre a família, apresentado no nosso último encontro. Para recordar.




Até breve!
A Geração Valente.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

VII Encontro da Família Valente - Mensagem

Olá a todos!

Mais uma vez, foi um prazer muito grande ajudar a proporcionar aquele que foi mais um encontro da família Valente.
Espero que tenham gostado deste dia, e fazemos votos para que para o ano seja ainda melhor.
Aos poucos vamos deixando aqui neste blog algumas fotos e outras recordações deste dia. Estejam atentos.

Desde já aqui transcrevemos a mensagem de boas vindas lida nesse mesmo dia para todos os presentes:

Querida família Valente,
Queridos amigos da família Valente,

Mais um ano que agora passa, e de novo a família aqui reunida, neste dia de chuva, nesta linda e tão nossa aldeia de Santana de Cambas.
Quantas famílias neste mundo poderão ter a sorte de se encontrar assim uma vez por ano, tal como nós aqui hoje, com esta alegria e boa disposição? Quantas pessoas possuirão esta vontade acesa e persistente de percorrer dezenas, centenas, milhares de quilómetros, cruzando fronteiras, fazendo sacrifícios, apenas para estar em família e partilhar a alegria deste dia?
Viemos dos Estados Unidos, Moçambique, Suíça, França, Vila do Conde, Porto, Lisboa, Almada, Pinhal Novo, Elvas, Viana do Alentejo, Beja, Serpa, Faro… de muitos recantos deste mundo, ou aqui mesmo da aldeia, para nos reunirmos aqui todos, neste pequeno lugar do mapa, tão pequeno mas tão grande na vontade de nos receber. Penso pois que o nosso nome diz tudo: somos a grande família Valente!
Este é um encontro de reencontros, de matar saudades, de renovar os abraços e de partilhar alegrias, mas também é um encontro feito de novos encontros. É por isso muito gratificante poder ver hoje aqui alguns primos Valentes pela primeira vez neste convívio familiar. Obrigado a eles!
Mas mais um ano que agora passa e muita coisa se passou desde o nosso último encontro e que gostaria agora de relembrar: em assuntos de família, este foi o ano do Facebook. Criticado por muitos, louvado por outros, a verdade é que graças a ele podemos estar um pouco mais juntos, reencontrar familiares e amigos que fomos perdendo com o tempo e com as mudanças da vida. Graças ao facebook foi também possível organizar e promover este encontro de família de uma forma muito mais cómoda e facilitada para todos. E estamos agora bem mais perto uns dos outros também nos restantes dias do ano.
Ainda no que respeita a acontecimentos neste ano, relembro o episódio dos mineiros chilenos que ficaram encurralados por longas semanas a muitos metros de profundidade. Através da televisão, todos vivemos um pouco da angústia e ansiedade daquelas famílias, todos nos enchemos de esperança e nos emocionámos com o reencontro dos mineiros com os seus familiares.
Relembro também as notícias quase diárias de idosos encontrados sós, sem vida e abandonados em suas casas. Pergunto-me como é possível nos dias de hoje uma pessoa ser encontrada em sua casa passados 9 longos anos da sua morte. Onde estava a sua família? Os estavam seus amigos?
São episódios como estes e muitos outros que acontecem connosco e à nossa volta dia após dia que nos fazem reconhecer o quão importante é ter uma família, e que óptimo é sentir que temos sempre alguém que nos conforte e ampare. Apesar de vermos partir desta vida aqueles que nos são mais queridos, e muitas vezes de forma tão trágica e inesperada, é muito bom ter sempre alguém que nos conheça, nos sorria e nos faça sentir que não estamos nem nunca estaremos sós neste mundo. Temos a nossa família. E quem melhor sabe de nós?
Há coisas entretanto que não mudaram mesmo desde o nosso último encontro. Continua-se a falar na crise, que está agora generalizada: temos a crise política, a crise económica, a crise social, enfim, temos a crise bem instalada nas nossas casas e nos nossos bolsos. Temos agora cá o FMI, mas como ouvi dizer há umas semanas atrás: eles que venham que o Benfica dá-lhes 15 a zero.
Bem, mas têm sido de facto tempos bem difíceis e ninguém sabe o que mais virá. Aumenta o receio pelo nosso futuro, mas sobretudo diminui a fé pelo futuro dos nossos filhos e desta sociedade onde todos vivemos hoje. As coisas estão a mudar à nossa volta, e por isso é tempo de mudar também, e de reflectir. É tempo de ajustar as nossas prioridades e de nos focarmos naquilo que é essencial na nossa vida: ser feliz em cada dia que passa.
E este fim-de-semana serão dois dias inteiramente dedicados a essa felicidade que é a família: temos hoje o nosso encontro de família, e amanhã o dia de todas as mães e dia do trabalhador também. Vamos pois aproveitar o máximo deste fim-de-semana para nos divertirmos, celebrarmos a vida e partilharmos em família toda a nossa felicidade e fraternidade.
Muito obrigado a todos vós aqui presentes, sobretudo aos que aqui se encontram pela primeira vez. Obrigado por podermos contar com vocês. Aos que apesar da vontade não puderam estar aqui hoje, eles que saibam que estão connosco de qualquer das formas, e que Deus queira que para o ano as coisas melhorem e possam juntar-se a nós neste mesmo dia. Aos teimosamente ausentes, apenas um recado: perdoar e esquecer as amarguras do passado são virtudes que infelizmente não estão ao alcance de todos. Nós perdoamos mais uma vez a sua ausência - afinal somos família - mas queira Deus que um dia eles possam crescer no pensamento e estar aqui presentes em encontros futuros.
Somos muitos, mas muitos mais são aqueles que hoje aqui recordamos e que, no fundo, também estão connosco em pensamento. Termino com as palavras de um também alentejano José Luis Peixoto, que em muito retratam o verdadeiro sentido deste dia e de estarmos aqui hoje presentes:

na hora de pôr a mesa, éramos cinco:
o meu pai, a minha mãe, as minhas irmãs e eu,
depois, a minha irmã mais velha casou-se.
depois, a minha irmã mais nova casou-se.
depois, o meu pai morreu.
hoje, na hora de pôr a mesa, somos cinco,
menos a minha irmã mais velha que está na casa dela,
menos a minha irmã mais nova que está na casa dela,
menos o meu pai, menos a minha mãe viúva.
cada um deles é um lugar vazio nesta mesa onde como sozinho.
mas irão estar sempre aqui.
na hora de pôr a mesa, seremos sempre cinco.
enquanto um de nós estiver vivo, seremos sempre cinco.

É realmente um enorme prazer e muita, muita, emoção ajudar a que mais uma vez este encontro se proporcionasse. Que passem um óptimo dia, é o nosso desejo, e viva a família Valente!

 

sexta-feira, 15 de abril de 2011

quarta-feira, 30 de março de 2011

Eu sou de Santana




(...)
Eu sou de Santana
Linda freguesia
Quando avisto a igreja
Só sinto alegria

Meu torrão natal,
Mãe da minha infância
Recorda-me os tempos
Quando era criança

Tua singeleza
Eu não vejo par
É p'ra ti Santana
Q'eu estou a cantar...
(...)

In memoriam Armando Valente

Devo ter ouvido estas cassetes um milhão de vezes. Sei de cor estes versos e mais alguns, e ainda hoje me lembro deles e do seu real e eterno sentido.
Família de poetas e de artistas, este é um dos mais puros retratos da família Valente.

E só já falta um mês para o nosso (re)encontro!
Saudações,
Pedro Martins (d'A Geração Valente)

terça-feira, 15 de março de 2011

VII Encontro de Família: Programa

Olá família,

Com algum atraso segue finalmente o programa previsto para o nosso encontro de família. Esperamos que seja do v/ agrado.
Para quem ainda não o fez, relembramos que a data limite para inscrições é já no próximo dia 31 de Março!
(clique para ampliar)

Saudações,
A Geração Valente


quinta-feira, 10 de março de 2011

Mais um festival


Vai já na sua 9ª edição.
Recomendamos!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Vai tudo abaixo?



O edifício da Junta de Freguesia de Santana de Cambas (Mértola), construído em 2005 pelo anterior executivo CDU, corre "risco de ruir" devido a "erros de construção" e poderá ter que ser demolido, alerta a concelhia socialista.
Em declarações à agência Lusa, após o envio de um comunicado a denunciar o caso, o presidente da concelhia de Mértola do PS, Mário Martins, explicou que o edifício, devido a "erros básicos de construção", "tem várias anomalias, está instável e corre risco de ruir".
Abatimentos nos pavimentos e paredes interiores com fissuras e desligadas do pavimento, com fendas que "atingem os quatro centímetros", e dos tetos são as anomalias apontadas no auto da vistoria efetuada ao edifício pela Câmara de Mértola (PS) e a pedido da junta e ao qual a Lusa teve acesso.
De acordo com Mário Martins, devido à "gravidade da situação" e "por questões de segurança", o executivo da junta, liderado pelo PS, seguindo indicação da Câmara, pediu nova vistoria ao Laboratório de Engenharia Civil da Universidade de Évora.
José Rodrigues, antigo presidente da Junta de Freguesia de Santana de Cambas e actual vereador da Câmara de Mértola, eleito pela CDU, assegura que “a estrutura física exterior do edifício não cedeu”.
A polémica sobre o edifício da Junta de Freguesia de Santana de Cambas, no concelho de Mértola, cresce de tom com os socialistas a dizerem que aguardam que as instituições que tutelam as freguesias “o Tribunal de Contas e a Inspecção-Geral da Administração Local se pronunciem”, o antigo presidente afirma que “em vez da câmara e da Universidade, o LNEC é a única entidade com capacidade para se pronunciar sobre a robustez do edifício”.
Segundo o relatório do laboratório, consultado pela Lusa, a instabilidade do solo de fundação é "bastante grande" e "a solução do problema passa pela demolição do edifício".

Fonte: Radio Voz da Planície/Agência Lusa

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Aeroporto de Beja: Sunvil Discovery já vende passagens


O operador turístico britânico Sunvil Discovery é a primeira empresa a promover o Aeroporto de Beja como destino.
Os voos charters que o operador se propõe realizar todos os domingos a partir de 22 de Maio e até 9 de Outubro, sairão do aeroporto londrino de Heathrow às 06:00 e a chegada ao Aeroporto de Beja está prevista para as 08:40. Os voos de Beja para Londres partem às 09:40 e a chegada Londres – Heathrow está prevista para as 12:30.
O preço de lançamento para este voo ida e volta será de 198 Libras, aproximadamente 230 Euros e 109 Libras (127 Euros) para uma viagem apenas de ida ou de volta.
Segundo Sunvil Discovery o Aeroporto de Beja deverá ser inaugurado em Abril deste ano e o operador oferece aos seus clientes a descoberta de uma “região diversificada e preservada”. No texto promocional do destino, o autor discorre sobre os encantos das aldeias caiadas de branco e as paisagens a perder de vista.
Em termos de referências de localidades a visitar, o destaque vai para Évora, como cidade Património Mundial, Monsaraz e Marvão, não sendo feita qualquer referência à cidade de Beja.
A gastronomia, com referência aos queijos, aos azeites e à doçaria conventual, e ainda às vinhas da região com a sua Rota dos Vinhos, são outros dos aliciantes para a visita. O texto recorda ainda que a região também possui um litoral Atlântico, com magnificas praias desertas e excelentes pratos de marisco em abundância.

Fonte: Radio Voz da Planície

PS - Também não fazem referência nenhuma à nossa freguesia...  É um ultraje! :)

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

VII Encontro de Família


É favor colocar na agenda. E já se aceitam reservas!

Saudações,
Geração Valente

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

A vida do mineiro

Fábricas Fantasma: A vida do mineiro 


Nos últimos 100 anos, a indústria portuguesa ressentiu-se e transformou-se. Por todo o país há hoje ruínas do vigor industrial de outros tempos, autênticas "fábricas fantasma" que todos conhecem, mas que ninguém sabe ao certo quantas são. Viaje agora com a Renascença até à Mina de São Domingos, em Mértola, através das memórias de dois antigos trabalhadores.
Veja a reportagem aqui.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Ainda o Natal...

... pois o Natal é todos os dias:



Quero neste Natal enfeitar um pinheiro natalício,
Dentro do meu coração e nele pendurar
Em vez de presentes, bolas, luzinhas...
Os nomes de todos os amigos
Os antigos e os mais recentes,
Os de longe e os de perto
Os que vejo em cada dia
E os que raramente encontro...
Os sempre lembrados
E os que às vezes ficam esquecidos no pensamento
Mas não no coração,
Os das horas difíceis e os das horas alegres,
E os que sem querer magoei
Ou que sem querer me magoaram.

do diário de
Maria Teresa Valente Martins Nepomuceno